Como Montar um Diagrama de Fluxo de Trabalho

Um Diagrama de Fluxo de Trabalho (ou Diagrama de Workflow) é a representação visual de uma série de ações definidas para um trabalho específico ou, de modo mais genérico, como um trabalho deveria ser feito.

A diagramação do seu fluxo de trabalho permite que você visualize e defina como suas tarefas diárias fluirão entre as etapas do processo e os recursos indispensáveis para o seu cumprimento, bem como as condições necessárias para que ele se mova (se você estiver usando o Pipefy, as etapas do seu processo são as fases e os campos necessários são as condições).

Um Diagrama de Fluxo de Trabalho pode ser feito com a ajuda de ilustrações ou apenas com uma série de descrições dentro de um fluxograma, com as caixas e diamantes habituais.

Para que o Diagrama de Fluxo de Trabalho é usado?

A princípio, ter uma representação visual real do seu fluxo de trabalho é necessário para fins de documentação e implementação.

Você deve estar se perguntando: por que isso? Porque este mapa que você está desenhando fornecerá uma visão geral de seu processo ou processos. É especialmente necessário como base para outras documentações mais complexas, como novos projetos, diagramas de fluxo de dados e outros.

Alguns de seus processos (ou até mesmo todos eles, na pior das hipóteses) podem ser muito complexos para um simples entendimento por parte de todos os membros de sua equipe. Foi cientificamente comprovado, porém, que representações visuais, como um diagrama de fluxo de trabalho (contendo as etapas, as tarefas e os requisitos) tornam muito mais fácil de entender – afinal, uma imagem vale mais do que mil palavras.

Ao olhar para o seu diagrama de fluxo de trabalho, você deve ter uma ideia clara de qual resultado(s) é esperado e quais passos você deve dar para alcançar esses resultados. Assim, uma representação visual oferecerá um ponto de partida concreto para cada tarefa contida em seu workflow.

Modelo de diagrama com fluxo de processos

Ter seus workflows bem documentados com a ajuda de um diagrama de fluxo de trabalho torna muito mais fácil para os funcionários entenderem quais são suas funções e responsabilidades dentro desse processo. Isso permite que todos olhem para o quadro geral e considerem todos os potenciais cenários que derivam das etapas do seu processo.

Um diagrama de workflow também servirá como uma ferramenta muito útil para outras pesquisas e compreensão de seus processos – uma representação visual torna muito mais fácil para você ver como e onde ele pode ser alterado, melhorado ou até mesmo automatizado no seu workflow com a ajuda de uma ferramenta de gerenciamento de fluxo de trabalho.

Ter algo para realmente “observar” também será útil para conquistar o acordo de todos sobre como as coisas devem ser feitas. Além disso, ajuda a identificar problemas antecipadamente e reduzir erros.

Como posso diagramar um workflow?

O processo é bastante simples: cada etapa do seu fluxo de trabalho será representada no diagrama por meio de uma forma abstrata, como uma caixa ou um pequeno desenho para representar a referida etapa. Os passos serão então conectados por setas para indicar como as tarefas fluem, do início ao fim.

Para tornar essa parte de “desenhar” ainda mais fácil, você pode usar ferramentas simples e online de desenho de fluxograma, como o draw.io ou o Lucidchart (esses dois são os meus favoritos, mas se você preferir encontrar uma alternativa que melhor se adapte a você, basta pesquisar “ferramentas de fluxograma” no Google e pronto, você terá várias opções para escolher).

Fluxograma básico para publicação de conteúdo

Se você decidir usar draw.io (como fiz no exemplo acima), ou qualquer outra ferramenta online de desenho de fluxograma, o processo de diagramação para criar um workflow será bastante semelhante (você pode até fazer esse processo de desenho usando powerpoint, mas softwares específicos facilitarão a vida).

Etapas do Diagrama de Workflow

1. Identificação:

O ponto de partida da diagramação de qualquer fluxo de trabalho deve ser o mesmo: identificar o processo (ou processos) que você deseja diagramar. Um processo, neste caso, será qualquer série de etapas passíveis de repetição. Procure por quaisquer atividades feitas seguindo os mesmos passos todas as vezes e você saberá que tem um processo.

Em seguida, identifique corretamente esse processo dando-lhe um nome intuitivo e facilmente compreensível (opte por específico em vez de amplo, isso tornará muito mais simples identificar seus fluxos de trabalho).

2. Defina o início e o fim:

Essa deve ser a parte fácil: o que coloca o processo em movimento e o que o identifica. Ter início e fim claros facilitará muito a identificação dos passos necessários entre eles (e também evitará aquelas caixas irritantes para o lado que não pertencem a nenhum lugar no processo).

Se você estiver usando uma ferramenta de desenho de fluxograma, você deve adicionar símbolos tanto para o início quanto para o fim do seu processo (eu escolhi retângulos, mas você pode ser tão gráfico quanto sua imaginação permitir).

3. Elabore o processo:

Agora que você tem o início e o fim do seu fluxo de trabalho definidos, você deve listar, ou ir simplesmente adicionando ao desenho, tudo o que acontece no meio desse fluxo. Se você não tiver tanta certeza a respeito das etapas, você pode fazer um rascunho usando papel e caneta, para permitir uma edição mais simples.

No entanto, se você já estiver usando uma ferramenta de desenho, continue adicionando as etapas e conectando-as às formas anteriores para determinar como as tarefas fluem ou devem fluir.

4. Regras e Exceções:

Pense sempre em todos os cenários possíveis para as etapas do seu processo. Se houver um fluxo alternativo possível, desenhe-o também (é melhor prevenir do que remediar, certo?).

Nesse sentido, as caixas de decisão normalmente ajudarão você a cobrir todas as possibilidades e variações.

5. Mostre-o:

Depois de terminar seu diagrama de workflow, mostre-o aos clientes internos e externos envolvidos, a fim de ter certeza de que seu diagrama está completo e preciso.

Um diagrama de workflow é muito importante, pois oferece ajuda visual necessária para as muitas demandas possíveis que listamos acima. Se você já está usando uma ferramenta de gerenciamento de fluxo de trabalho on-line, como o Pipefy, fazer um diagrama de fluxo de trabalho deve ser mais fácil para você definir as fases do seu fluxo de trabalho.

Além disso, o diagrama pode ser muito útil para ajudar a identificar o que poderia ser feito de uma melhor forma em seus processos existentes.

Gerencie seus fluxos de trabalho facilmente!

Experimente Pipefy! Nós ajudamos as empresas a se manterem organizadas e mais produtivas, executando seus processos e rotinas diárias em uma ferramenta de gerenciamento de workflow fácil e intuitiva, fazendo com que elas saiam do passado de formulários manuais ineficientes, planilhas e threads de e-mail para o gerenciamento online de suas atividades.

Construa e gerencia fluxos de trabalho

Nossos modelos prontos facilitarão sua vida oferecendo modelos baseados nas melhores práticas do mercado para processos de negócios cotidianos.

Escrito por
Mérie Oliveira
Marketing Analyst - Corporate Marketing Team at @Pipefy. I'm an Institutional Communicologist and also a Portuguese and English major - Language and Literature. At Pipefy, I work with translation, editing, and web marketing.
Solicite uma demonstração