Desenvolvimento de colaboradores: Como usar o feedback Radical Candor *

How to give a radical candor feedback

Dar e receber feedback no ambiente profissional pode ser desafiador. Isso porque quem o recebe muitas vezes tem a impressão de estar sendo criticado(a), o que pode significar uma pressão extra para os gestores. Assim, usar comunicação aberta para comandar a empresa pode se tornar difícil. Por conta disso, é importante estabelecer um ambiente em que os colaboradores consigam dar e receber feedback de modo significativo. Empresas assim estão um passo à frente no caminho para o sucesso.

No Pipefy, acreditamos que o princípio de “Radical Candor” (traduzido para o português como empatia assertiva) é a melhor forma de promover comunicação aberta e construtiva. Tal princípio estimula o respeito pelos colegas e a comunicação direta e transparente. Ao mesmo tempo, incentiva o foco no aprimoramento constante de  nossos padrões de execução.

Mas antes de nos concentrarmos nos detalhes sobre o que é e como praticar Radical Candor, vamos entender alguns conceitos.

Feedback vs Radical Candor

  1. Feedback: De acordo com o dicionário, feedback significa “informação sobre as reações a um produto ou à performance de alguém em uma tarefa, usada como base para melhoria”.
  2. Radical Candor: Nas palavras de Kim Scott, (a mente criativa por trás do termo e da metodologia “Radical Candor”), “é o que acontece quando vocẽ une as dimensões ‘Importar-se de Forma Pessoal’ e ‘Desafiar de Forma Direta’. Radical Candor promove confiança e abre caminho para o tipo de comunicação que traz resultados” (tradução livre das palavras da autora, em inglês).

Chamamos a mistura desses dois conceitos de feedback Radical Candor.

Como usar o feedback Radical Candor

Feedback Radical Candor é quando você reage direta e atenciosamente ao comportamento ou ao desempenho de alguém. Feedback é essencial e deve ser feito cara a cara, imediatamente e de forma sincera. Pode ser feito entre colegas, de gestor para colaborador e até mesmo de colaborador para gestor. 

Em geral, é possível que a reação a um produto ou a uma performance seja positiva ou negativa. Assim, temos:

  • Feedback positivo, denominado “elogio”, de acordo com a metodologia Radical Candor.
  • Feedback negativo, denominado “crítica”.

Se precisar dar feedback negativo, preste atenção à forma como você está passando a mensagem. Se não tomar cuidado, seu feedback pode ser considerado agressivo ou desrespeitoso. Por isso, siga estas etapas quando precisar dar feedback:

  1. Deixe claro de que forma você pretende ajudar: Pense em como o seu feedback pode ser útil e tenha em mente exatamente o que você quer dizer.
  2. Converse pessoalmente – De acordo com a metodologia, o feedback deve ser dado pessoalmente, em até 2 minutos após a situação. Nunca destaque as falhas de alguém em público. Não é gentil usar Radical Candor quando outros estão olhando. Na verdade, fazer isso seria insensível. Nas palavras de Scott, “um dos maiores presentes que você pode dar àqueles com quem trabalha é a verdade sobre o que podem melhorar em sua execução”.
  3. Deixe claro que sua intenção é ajudar: Mostre que se importa. Você poderia começar mais ou menos assim: “vou te dizer algo porque, se eu estivesse no seu lugar, eu gostaria de saber para poder melhorar”.
  4. Não apenas diga, mostre: Ao usar o feedback Radical Candor, é importante dar exemplos, a fim de mostrar à pessoa o que ela está fazendo de errado e como ela poderia melhorar.

Evite discursos longos e feedback sanduíche para suavizar a mensagem. De acordo com a metodologia: “notícia ruim não melhora com a idade”. Seja assertivo(a). Não tente dizer algo bom sobre a pessoa que não tenha relação com o momento, pois o feedback não é sobre ela, mas sobre uma situação ou um comportamento específico. Lembre-se: feedback não se trata de julgar alguém, mas de dar orientação.

Como receber feedback Radical Candor

Saber receber feedback também é muito importante. Não leve para o lado pessoal. Encare como uma oportunidade para melhorar. Quando receber feedback:

  1. Aceite e considere o incômodo de não agir na defensiva – Escute para entender, não para responder.
  2. Se você discorda do que foi dito, recomendamos que você se esforce em entender pelo menos 5% do que ouviu, com que possa concordar. Espere um ou dois dias, para se certificar de que você não está na defensiva. Então, explique à pessoa que deu o feedback o porquê de vocẽ não concordar.

Também podemos praticar Radical Candor ao fazer elogios. O objetivo é ajudar a pessoa a entender o que continuar fazendo e incentivá-la a demonstrar os comportamentos esperados pela empresa.

Confira dicas de como dar crédito e elogiar seus colegas:

  • Seja prestativo(a);
  • Seja humilde;
  • Elogie imediatamente;
  • Não elogie a personalidade;
  • Elogie em público: ao contrário da crítica, é bom que os elogios sejam feitos diante da equipe. Assim, você reconhece, estimula e conduz os comportamentos dos membros.

Se fizer mais elogios do que críticas, você estará promovendo um ambiente que incentiva congratulação e reconhecimento, além de ajudar a orientar a sua equipe.

Lembre-se: feedback deve ser sempre construtivo para ambas as partes. Ao pôr isso em prática, você melhora as relações e eleva o nível de desempenho da empresa. 

* escrito por Marina Agranionih, HoneyBadger do escritório de Curitiba, do time de People, responsável pelo time de Cultura no Pipefy.