Desenvolvimento de colaboradores: Como usar o feedback Radical Candor

How to give a radical candor feedback

Dar e receber feedback no ambiente profissional pode ser desafiador. Isso porque quem o recebe muitas vezes tem a impressão de estar sendo criticado(a), o que pode significar uma pressão extra para os gestores. Assim, usar comunicação aberta para comandar a empresa pode se tornar difícil. Por conta disso, é importante estabelecer um ambiente em que os colaboradores consigam dar e receber feedback de modo significativo. Empresas assim estão um passo à frente no caminho para o sucesso.

No Pipefy, acreditamos que o princípio de “Radical Candor” (traduzido para o português como empatia assertiva) é a melhor forma de promover comunicação aberta e construtiva. Tal princípio estimula o respeito pelos colegas e a comunicação direta e transparente. Ao mesmo tempo, incentiva o foco no aprimoramento constante de  nossos padrões de execução.

Mas antes de nos concentrarmos nos detalhes sobre o que é e como praticar Radical Candor, vamos entender alguns conceitos.

Feedback vs Radical Candor

  1. Feedback: De acordo com o dicionário, feedback significa “informação sobre as reações a um produto ou à performance de alguém em uma tarefa, usada como base para melhoria”.
  2. Radical Candor: Nas palavras de Kim Scott, (a mente criativa por trás do termo e da metodologia “Radical Candor”), “é o que acontece quando vocẽ une as dimensões ‘Importar-se de Forma Pessoal’ e ‘Desafiar de Forma Direta’. Radical Candor promove confiança e abre caminho para o tipo de comunicação que traz resultados” (tradução livre das palavras da autora, em inglês).

Chamamos a mistura desses dois conceitos de feedback Radical Candor.

Como usar o feedback Radical Candor

Feedback Radical Candor é quando você reage direta e atenciosamente ao comportamento ou ao desempenho de alguém. Feedback é essencial e deve ser feito cara a cara, imediatamente e de forma sincera. Pode ser feito entre colegas, de gestor para colaborador e até mesmo de colaborador para gestor. 

Em geral, é possível que a reação a um produto ou a uma performance seja positiva ou negativa. Assim, temos:

  • Feedback positivo, denominado “elogio”, de acordo com a metodologia Radical Candor.
  • Feedback negativo, denominado “crítica”.

Se precisar dar feedback negativo, preste atenção à forma como você está passando a mensagem. Se não tomar cuidado, seu feedback pode ser considerado agressivo ou desrespeitoso. Por isso, siga estas etapas quando precisar dar feedback:

  1. Deixe claro de que forma você pretende ajudar: Pense em como o seu feedback pode ser útil e tenha em mente exatamente o que você quer dizer.
  2. Converse pessoalmente – De acordo com a metodologia, o feedback deve ser dado pessoalmente, em até 2 minutos após a situação. Nunca destaque as falhas de alguém em público. Não é gentil usar Radical Candor quando outros estão olhando. Na verdade, fazer isso seria insensível. Nas palavras de Scott, “um dos maiores presentes que você pode dar àqueles com quem trabalha é a verdade sobre o que podem melhorar em sua execução”.
  3. Deixe claro que sua intenção é ajudar: Mostre que se importa. Você poderia começar mais ou menos assim: “vou te dizer algo porque, se eu estivesse no seu lugar, eu gostaria de saber para poder melhorar”.
  4. Não apenas diga, mostre: Ao usar o feedback Radical Candor, é importante dar exemplos, a fim de mostrar à pessoa o que ela está fazendo de errado e como ela poderia melhorar.

Evite discursos longos e feedback sanduíche para suavizar a mensagem. De acordo com a metodologia: “notícia ruim não melhora com a idade”. Seja assertivo(a). Não tente dizer algo bom sobre a pessoa que não tenha relação com o momento, pois o feedback não é sobre ela, mas sobre uma situação ou um comportamento específico. Lembre-se: feedback não se trata de julgar alguém, mas de dar orientação.

Como receber feedback Radical Candor

Saber receber feedback também é muito importante. Não leve para o lado pessoal. Encare como uma oportunidade para melhorar. Quando receber feedback:

  1. Aceite e considere o incômodo de não agir na defensiva – Escute para entender, não para responder.
  2. Se você discorda do que foi dito, recomendamos que você se esforce em entender pelo menos 5% do que ouviu, com que possa concordar. Espere um ou dois dias, para se certificar de que você não está na defensiva. Então, explique à pessoa que deu o feedback o porquê de vocẽ não concordar.

Também podemos praticar Radical Candor ao fazer elogios. O objetivo é ajudar a pessoa a entender o que continuar fazendo e incentivá-la a demonstrar os comportamentos esperados pela empresa.

Confira dicas de como dar crédito e elogiar seus colegas:

  • Seja prestativo(a);
  • Seja humilde;
  • Elogie imediatamente;
  • Não elogie a personalidade;
  • Elogie em público: ao contrário da crítica, é bom que os elogios sejam feitos diante da equipe. Assim, você reconhece, estimula e conduz os comportamentos dos membros.

Se fizer mais elogios do que críticas, você estará promovendo um ambiente que incentiva congratulação e reconhecimento, além de ajudar a orientar a sua equipe.

Lembre-se: feedback deve ser sempre construtivo para ambas as partes. Ao pôr isso em prática, você melhora as relações e eleva o nível de desempenho da empresa. 

* escrito por Marina Agranionih, HoneyBadger do escritório de Curitiba, do time de People, responsável pelo time de Cultura no Pipefy.

Written by
Marina Agranionih
HoneyBadger from the Curitiba office, she is responsible for the Culture and Endomarketing at Pipefy's People Team.
Solicite uma demonstração