Marketing no fim do mundo*

Marketing at the end of the world

Conseguir leads e convencê-los a comprar seu produto ou serviço costuma ser uma batalha difícil. Mas em 2020, os desafios atingiram um nível de dificuldade totalmente novo. Todo mundo precisa muito vender; enquanto isso, ninguém quer comprar. Esse cenário levanta a questão: como divulgar e vender nossos produtos agora que o mundo que conhecíamos não existe mais?

Agora, mais do que nunca, os profissionais de marketing são responsáveis não apenas pela venda de produtos ou serviços; somos também embaixadores de nossas empresas. Não há nenhum manual ou fórmula mágica para liderar uma campanha de marketing bem-sucedida nesses tempos difíceis. Por tentativa e erro, aprendi algumas lições nas últimas semanas que também podem ser valiosas para sua equipe de marketing. Aqui estão elas:

Respeite o tempo de seus clientes

As coisas estão incertas neste momento; ninguém sabe como a crise afetará seus negócios. Por isso, você não vai encontrar muitos clientes dispostos a gastar dinheiro agora. Em vez de pressionar seus clientes a fazer compras pelas quais não podem pagar, reestruture suas ações de marketing para estratégias de longo prazo.

Não significa que você precise abandonar a ideia de vender ou desistir e assumir derrota. Se alguém estiver disposto a comprar, você deverá facilitar a transação, mas sempre lembre que todo mundo está passando por momentos difíceis. Nesse caso, a insistência está a apenas um passo da insensibilidade.

Seja prestativo

Neste momento, para ser relevante uma estratégia de marketing de longo prazo deve ser a mais prestativa possível. Esforce-se para ser memorável para seu público. Assim, quando tudo isso acabar, sua empresa será lembrada por primeiro como uma empresa confiável e experiente.

Como fazer?

Bem, existem algumas maneiras. Você pode se concentrar no marketing de conteúdo, produzindo vídeos, posts para blogs e webinars sobre tópicos relevantes relacionados ao seu produto. Aqui no Pipefy, estamos concentrando nossos esforços na criação de conteúdo sobre trabalho remoto – algo que é tendência por causa da quarentena, e faz sentido para o nosso produto, pois pode ser usado para facilitar fluxos de trabalho para equipes remotas.

Outra estratégia é oferecer coisas gratuitas. Pode parecer contraproducente se seu objetivo é gerar mais receita para sua empresa. Mas ajudar seus clientes é uma ótima maneira de tornar sua empresa valiosa e garantir que você seja lembrado depois que a crise passar.

Aqui no Pipefy, por exemplo, nós oferecemos três meses grátis para ONGs que se cadastraram durante a crise da COVID-19 e um desconto nos meses subsequentes. Além disso, para nossos usuários regulares, nós nos disponibilizamos para uma nova negociação. Nós confiamos que, assim que a pandemia acabar, esses usuários vão continuar conosco – mais leais do que nunca.

Empatia e bom senso são seus melhores amigos

Pode parecer óbvio, mas agora não é um bom momento para usar frases como “esta promoção é fantástica!”, ou usar fotos de bares e festas lotados. Em caso de dúvida, escolha sempre a empatia.

Não desista

Sabemos que o marketing é um dos primeiros departamentos a sofrer cortes no orçamento em tempos de crise. Se sua empresa puder se dar a esse luxo, não caia nessa armadilha. Quando as coisas voltarem ao normal (ou tão normal quanto possível), ainda haverá um mercado para atingir, clientes para atrair e concorrentes para derrotar.

Ao manter sua operação de marketing, você continua na mente do público, deixa os clientes atuais satisfeitos e não vai precisar reconstruir sua estratégia mais tarde.

Lembre-se: isso vai passar

Toda essa situação vai acabar antes do que você pensa. Aí, você vai querer que sua empresa seja lembrada como aquela que ajudou seus clientes e se mostrou compreensiva diante da situação; e não a egoísta, insensível ou, pior ainda, agiu como se não estivesse acontecendo nada demais.

*Com experiência em jornalismo e Marketing Digital, Thaís Macedo adora escrever, viajar e aprender coisas novas.