Conheça boas ferramentas para traçar metas e objetivos na sua empresa

Team Pipefy

Definir e trabalhar em prol de metas e objetivos é imprescindível para qualquer empresa que deseja crescer no mercado.

Contudo, cerca de apenas 10% das organizações brasileiras têm estratégias de longo prazo bem estipuladas. Se levarmos em consideração que 44,1% delas dizem crescer pouco, e 20,9% estão estagnadas ou em declínio, fica evidente como a carência de rumos bem definidos pode ser danosa.

Mas, qual a diferença entre meta e objetivo e quais as melhores maneiras de elaborá-los em prol de melhores resultados corporativos? Descubra tudo sobre o tema a seguir. 

Antes de tudo: qual a diferença entre meta e objetivo? 

Os objetivos e metas de uma empresa são o que guiam sua tomada de decisão e os rumos que o negócio irá adotar para que atinja aquilo o que aspira no mercado. 

Por mais familiares que esses dois termos possam ser, ainda é comum que existam confusões entre suas definições.

Para que não existam dúvidas diante das ferramentas que apresentaremos ao longo do artigo, confira abaixo um breve resumo e exemplos de metas e objetivos comuns entre as organizações: 

Objetivo 

Um objetivo pode ser entendido como uma aspiração que o negócio tem. De forma breve e qualitativa, ele define o que se quer fazer e qual é a direção a ser seguida. Basicamente, ele responde o que a gestão quer atingir e para onde a organização quer ir. 

Exemplos de objetivos

Imagine que uma empresa quer aumentar suas vendas, melhorar seu desempenho logístico ou ser líder no estado em que atua. Todos esses três exemplos representam objetivos centrais. Como citamos acima, eles apontam para onde se quer chegar. Já para saber qual caminho será adotado nessa direção, existem  as metas.

Meta 

As metas são o que definem como o objetivo será atingido e como os gestores saberão que ele foi cumprido. Elas dizem quanto e até quando determinada ação será feita. As metas precisam ser realistas, ter engajamento entre os responsáveis por sua realização e apontar como os resultados serão medidos para determinar se o objetivo foi alcançado. 

Exemplos de metas

Voltando aos exemplos mencionados acima, se o objetivo for aumentar as vendas, a meta relacionada a ele pode ser “ampliar a taxa de conversão em X% até dezembro de 2021”. No desempenho logístico, as metas podem ser “reduzir o tempo das entregas em X% até o fim do segundo semestre” ou ainda “diminuir o índice de reclamações por atrasos em X%”. O mesmo é válido para o terceiro exemplo, em que a posição de liderança poderia ser atrelada a uma métrica de crescimento ou representatividade no mercado estadual. 

Ferramentas para traçar metas e objetivos na sua empresa

Agora que já está claro o que cada conceito representa e como ambos se relacionam, chegou a hora de elucidar como organizar metas e objetivos de maneira eficiente e relevante para a sua empresa. 

Diversas ferramentas e técnicas podem ser empregadas para que isso seja possível, mas três delas são bastante recorrentes no mercado e merecem destaque especial, justamente por sua praticidade e grande utilidade nas rotinas organizacionais. São elas: 

Metas S.M.A.R.T.

O sistema de Metas S.M.A.R.T. é ideal para quem já definiu seu objetivo e precisa estipular metas que façam sentido ao seu alcance. Para utilizá-lo, basta garantir que cada meta seja definida respeitando as seguintes características: 

  • S – Specific (Específica): a especificidade das metas ajudam a eliminar ambiguidades em seu entendimento. Para sua definição, é preciso responder a perguntas como “O que é essa meta? Qual é? Por quê? Quem? Onde?”;
  • M – Measurable (Mensurável): toda meta precisa ser medida para se saber se ela realmente foi alcançada. Sua definição pode ser apoiada em perguntar como “Com base em quais valores saberei se a meta foi cumprida? Quanto custa?”;
  • A – Attainable (Alcançável): o ideal é que as metas sejam razoáveis, pois podem gerar desmotivação caso sejam muito fáceis ou difíceis. Os questionamentos para a definição podem seguir a mesma lógica da mensuração, com perguntas como “Com base em qual parâmetro a meta será atingida? Como saberei se ela foi cumprida?”;
  • R – Relevant (Relevante): toda meta precisa ser realmente significativa para os objetivos da organização. Caso ela não seja relevante, não faz sentido buscar atingi-la. Procure se perguntar “Quais os impactos da meta para o planejamento? Qual sua influência sobre o faturamento? Sobre o volume de novos clientes?”;
  • T – Time-bound (Temporal): por fim, todas as metas precisam ser atreladas a um prazo para sua conclusão. Ou seja, não adianta definir o que é a meta, quais suas métricas de mensuração, sua relevância, etc., caso não se saiba com clareza quando ela deverá ser atingida. 

5W2H 

Enquanto o sistema S.M.A.R.T. traz os requisitos para as metas, o 5W2H guia as diretrizes para que as mesmas sejam atingidas. Cada requisito também é representado no nome da ferramenta, sendo cinco deles começados com “W” e dois com “H”: 

  • What (O que?): representa o que será feito. Ou seja, o que será realizado para que a meta seja atingida;
  • Why (Por que?): define quais razões as metas devem ser cumpridas;
  • Where (Onde?): em quais áreas ou departamentos da empresa as ações serão desenvolvidas para  o alcance da meta;
  • When (Quando?): diz respeito ao cronograma e aos prazos de entrega relacionados à meta;
  • Who (Quem?): quais serão os profissionais responsáveis pelo cumprimento das tarefas relacionadas à meta;
  • How (Como?): prevê todas as etapas a serem realizadas para que a meta seja cumprida;
  • How Much (Quanto?): quais são os custos necessários para que as tarefas relacionadas à meta sejam realizadas. 

OKR 

O conceito OKR se tornou bastante difundido entre as grandes empresas para o planejamento estratégico de metas e objetivos. Corporações como Amazon, Netflix e Google o utilizam para tornar seu gerenciamento mais ágil e preciso. 

Basicamente, um OKR é formado por um objetivo e um conjunto de resultados-chave, chamados de Key Results. A ideia é que esses resultados sigam a mesma lógica das metas, mas eles precisam ser extremamente relevantes para o objetivo em pauta e limitados para que guiem todos os trabalhos em prol de resultados, e não de tarefas específicas. 

O ideal é que sejam definidos apenas de dois a cinco Key Results para cada objetivo. Assim, todas as equipes podem se manter centradas apenas naquilo o que é realmente importante para o negócio. A lógica em que o OKR se apoia é “Se tudo é importante, nada é importante”. 

E agora, como estabelecer as metas e objetivos da empresa? 

Além de conhecer as ferramentas mais utilizadas pelas empresas, alguns cuidados e comportamentos são fundamentais para alcançar objetivos e metas de maneira bem-sucedida. Confira:  

Planejamento

Depois de definir objetivos e metas, você precisa organizá-los. Para isso, defina as ações prioritárias, seus prazos e deixe tudo bem delimitado em documentos, planilhas ou organogramas. Com um bom planejamento, cada profissional entenderá sua responsabilidade para atingir o objetivo e todos terão uma melhor visão sobre o que precisa ser feito.

Dedicação

Muito além de compreender o que é necessário para cumprir as metas, também é imprescindível ter dedicação, resiliência e responsabilidade para realizar o que foi proposto, mesmo diante de dificuldades e desafios. Nem sempre tudo aquilo o que é previsto no cronograma ocorrerá da maneira esperada, e é necessário manter-se firme no propósito para ajustar os meios e encontrar soluções que permitam ter sucesso diante dos objetivos.

Cooperação

Para que o quadro de metas e objetivos seja cumprido, é indispensável que todos os responsáveis estejam comprometidos com o seu cumprimento e engajados em prol dos seus resultados. Empresas bem-sucedidas são aquelas em que existe colaboração, trocas de experiências e feedbacks constantes, e isso se torna ainda mais relevante quando tratamos sobre os propósitos que guiam a organização. 

Se você gostou deste artigo e procura por um meio eficiente para organizar o cumprimento das metas e objetivos do seu negócio, não deixe de conhecer a melhor solução para a elaboração de fluxos de trabalho customizados. Clique aqui e descubra como otimizar os seus processos com a Pipefy.

Escrito por
Team Pipefy

Receba nossas postagens no seu e-mail

Solicite uma demonstração