Saiba tudo sobre roadmap e como criá-lo na sua empresa

Team Pipefy
mulher desenhando à mão um wireframe

Um bom planejamento é fundamental para que qualquer ação realizada por uma empresa seja bem-sucedida, e o roadmap está entre as ferramentas mais importantes para que ele seja definido e operacionalizado de maneira precisa.

Estima-se que a falta de um gerenciamento adequado seja responsável por um aumento de quase 70% nas falhas de projetos dos negócios, e isso só reforça como uma boa organização, com escopo, tarefas e prazos bem definidos, é imprescindível.

Mas, o que é roadmap, quais as suas aplicações e como elaborá-lo para cumprir os objetivos propostos perante o mercado? Descubra a seguir. 

Roadmap: entenda o significado e importância da ferramenta 

O roadmap tem um significado que pode ser resumido como a ordenação das ações que precisam ser realizadas para a finalização de um projeto, com entregas e prazos bem definidos até sua conclusão. 

Contudo, o conceito é mais abrangente e prevê outras possibilidades, conforme explicamos logo abaixo. 

Mas afinal de contas, o que é roadmap? 

A tradução para roadmap pode ser entendida como um “roteiro”, e é exatamente isso que essa ferramenta representa para os negócios. Sua finalidade é apontar os caminhos que serão adotados para que se chegue de um ponto até o outro. 

Ele pode servir como um planejamento de workflows para se criar um produto, um projeto, uma estratégia, até mesmo uma rotina de desenvolvimento profissional, entre muitos outros casos que demandam ações específicas e bem ordenadas.

Graças à composição visual de seus elementos, o roadmap facilita os esforços individuais e feitos em equipe, simplificando o entendimento das demandas e suas evoluções entre diferentes colaboradores, lideranças e stakeholders. 

Por que criar um roadmap?  

Trabalhar sobre um processo, desenvolver um produto ou atingir uma meta definida pode ser difícil quando o entendimento sobre o que precisa ser feito não é completo ou é abstrato. 

Sempre que um negócio ou um profissional precisa realizar alguma coisa, é preciso ter uma visão precisa da ideia a ser executada e dos meios que farão com que ela se torne realidade.

O roadmap é um plano que sintetiza o que precisa ser feito, trazendo os objetivos que vão guiar os trabalhos, a sua lógica de cumprimento e as prioridades do projeto como um todo.

Além disso, sua proposta é responder como o negócio se posiciona em relação a ação a ser realizada, o que ele pretende alcançar com isso e como o fará em suas rotinas.

Com base nesses entendimentos, a ferramenta facilita a definição dos caminhos para alcançar as metas propostas, com trabalhos mais claros e bem contextualizados para que todos os envolvidos entendam seu papel para atingir os objetivos finais. 

Exemplos de roadmap

Agora que você já sabe para que serve um modelo de roadmap, vamos a alguns dos exemplos mais comuns de sua utilização:

Roadmap de produto 

Como o próprio nome sugere, um roadmap de produto é aquele elaborado especificamente para o lançamento de novos itens ou mercadorias. 

Eles são muito utilizados nos processos de desenvolvimento de software, levando em consideração as funcionalidades que o mesmo deve ter e nos feedbacks dos usuários.

Inclusive, são justamente os feedbacks que validam os progressos feitos durante a criação, que é guiada por etapas definidas previamente, mas que podem ser alteradas ao longo do caminho para que o produto atenda ao máximo as expectativas e necessidades dos consumidores.  

Roadmap de desenvolvimento pessoal  

Já no roadmap de desenvolvimento pessoal, o foco não está nos processos ou produtos de uma empresa, mas sim em uma pessoa e sua jornada profissional. 

Nele, o indivíduo traça o propósito que deseja conquistar em sua carreira e delimita todas as fases que deve cumprir até que ele seja conquistado. 

Ou seja, o objetivo é transformado em pequenos caminhos menores, com ações inerentes a eles que, quando forem concluídas, permitirão o alcance da meta geral. 

Isso pode ir desde a conquista de um cargo, até a obtenção de um título, o aumento dos rendimentos, maior produtividade nas rotinas diárias, e assim por diante. 

Roadmap estratégico 

Toda organização realiza, ou deveria fazer, um planejamento estratégico anual. Contudo, empresas maiores tendem a ter planejamentos mais complexos, com retornos sobre investimentos de longa duração.

Nessas situações, o plano estratégico exige mais detalhamento, e é aí que entra o roadmap. Com ele, as ações e os projetos ganham um detalhamento mais específico, o que simplifica e melhora a capacidade de organização quanto às execuções e seus respectivos acompanhamentos. 

Como fazer um roadmap?

Não importa se você quer descobrir como fazer um roadmap de produto, como fazer um roadmap de projeto ou para outra finalidade específica, alguns cuidados e etapas são fundamentais. 

Primeiro, tenha em mente que essa ferramenta serve para planejar suas ações e definir como determinada meta será alcançada, com um cronograma preciso das fases a serem realizadas até que o objetivo final seja cumprido. 

Tão importante quanto as etapas e suas respectivas datas, é também diferenciar as tarefas que são dependentes e aquelas que podem ser paralelas. 

Isso porque, as tarefas dependentes são aquelas que só podem ser feitas depois que as anteriores já foram entregues. Ou seja, caso elas atrasem, todos os trabalhos vão atrasar junto. Já as paralelas são aquelas independentes, que podem ser feitas simultaneamente para economizar tempo

Dessa maneira, ao elaborar o roadmap, procure prever quais ações podem ser feitas ao mesmo tempo, quais são críticas e aquelas que dependem de outros trabalhos para que comecem a ser feitas.

Dito isso, siga o seu projeto respeitando as seguintes demandas:

Estabeleça uma linha do tempo 

Antes de tudo, é preciso desenhar uma linha do tempo, que vai funcionar como o cronograma das ações a serem feitas até a conclusão do roadmap. Não deixe de considerar a complexidade de cada tarefa para definir seu prazo e de organizar os trabalhos dependentes e paralelos. 

Defina as fases do seu projeto 

A partir da linha do tempo, organize os esforços em fases. Cada etapa precisa de uma data para começar e ser terminada, além de critérios que viabilizem sua conclusão. Nesse ponto, é importante ter as tarefas dependentes em mente, que devem avançar entre si até a finalização de todo o projeto.

Monte as equipes que vão atuar no projeto

Depois de delimitar as fases de execução e os requisitos para que elas sejam cumpridas, é preciso elencar os profissionais que tenham as habilidades e competências exigidas para cada uma delas, atribuindo os trabalhos previstos no roadmap às suas equipes específicas. 

Delegue tarefas 

Na montagem das equipes, as funções direcionadas a cada colaborador devem ser ligadas às suas aptidões para cumprir os requisitos de cada etapa do projeto e estar devidamente hierarquizadas no mapa.

Revise o roadmap 

Tenha em mente que o roadmap não é imutável, mas pode sempre se adaptar às novas demandas e realidades do projeto. Sendo assim, revise-o periodicamente após cada etapa, obtenha feedbacks das equipes e ajuste-o sempre que necessário. 

Depois de entender melhor o que é roadmap, que tal dominar tudo o que você precisa saber para organizar os workflows da sua empresa? Clique aqui e continue expandindo seus conhecimentos na área com o artigo especial que a Pipefy preparou sobre o assunto.

Escrito por
Team Pipefy

Receba nossas postagens no seu e-mail

Solicite uma demonstração