Entenda quais processos empresariais são indispensáveis para seu negócio

Carina Bacelar
process efficiency

Delimitar todos os processos empresariais que fazem parte da sua empresa é o primeiro passo para ter um negócio bem-sucedido. 

Segundo matéria publicada em 2019 no portal O Globo, seis em cada dez organizações no país fecham em menos de cinco anos, principalmente por falta de planejamento e de estruturação. 

Para crescer na contramão das estatísticas, é fundamental adotar procedimentos internos que sejam eficientes, escaláveis, claros entre toda a sua equipe, passíveis de melhorias constantes e alinhados aos seus objetivos de mercado.

Mas como cumprir esses requisitos? Ao longo deste artigo, descubra o papel do processo empresarial no aprimoramento do seu desempenho competitivo.

Por que os processos empresariais são tão importantes? 

Como você provavelmente já deve estar pensando, os processos empresariais determinam a sequência das atividades de uma organização e norteiam como seu trabalho é feito.

Eles envolvem tudo aquilo que agrega valor aos clientes da empresa no mercado, ou que dá condições para que outros procedimentos internos sejam eficazes.

Por estarem diretamente relacionados ao funcionamento do negócio, eles incluem todos os elementos que fazem parte dele, desde seus funcionários, práticas e equipamentos, até as próprias informações que guiam o gerenciamento. 

Além disso, é previsto que todo insumo seja transformado em algum resultado. Por exemplo, matérias-primas devem virar produtos, habilidades devem ser convertidas em bons serviços, dados precisam virar informações, e assim por diante. 

Portanto, um processo empresarial corresponde ao conjunto de tarefas que são mapeadas e realizadas, garantindo valor para o cliente ou para o próprio funcionamento da empresa.

De forma resumida, ele serve para delimitar e demonstrar o que precisa ser feito, como isso será realizado e quem são os responsáveis por isso. 

Processos empresariais essenciais para seu negócio 

Ao modelar seus processos empresariais, os empreendedores devem estar cientes de seus objetivos e níveis de relevância dentro da organização.

Para isso, eles são divididos em três grupos específicos, que determinam qual será o valor gerado a partir dos procedimentos delimitados. Confira: 

Primários ou Essenciais

Os processos primários, também chamados de essenciais, são aqueles que envolvem todas as atividades fundamentais para que o negócio cumpra seu objetivo no mercado. 

Eles são considerados os mais importantes, pois têm contato e agregam valor direto aos clientes. Como exemplos desse tipo de processo empresarial, destacam-se os de desenvolvimento de produtos, produção, entrega, marketing, pós-vendas, entre outros semelhantes.

De Apoio ou Suporte

Já os processos de apoio ou de suporte não preveem contato e nem entrega de valor aos consumidores, mas sim aos próprios procedimentos internos. Ou seja, eles servem para dar suporte, otimizar ou facilitar a execução dos processos primários, o que também os torna relevantes para toda a cadeia de valor. 

Nesse caso, os principais exemplos incluem atividades como gestão de estoque, gerenciamento de RH e infraestrutura de TI. 

Gerenciais ou de Gestão

Por sua vez, os processos de gerenciamento também são voltados ao apoio dos demais procedimentos (e não nos clientes em si), mas com foco em medi-los, controlá-los e monitorá-los.

Seu objetivo é fornecer coordenação às atividades primárias e de suporte, reconhecendo gargalos e ditando melhorias para que a empresa seja mais eficaz em suas demandas. 

A exemplificação, portanto, inclui tudo o que é gerencial, como a gestão de performance, a governança organizacional e a própria gestão estratégica da empresa. 

Processos empresariais x Produtividade 

Evidentemente, estruturar e melhorar seu processos de negócios é imprescindível para aumentar sua produtividade e, consequentemente, aprimorar seu desempenho no mercado. 

Isso significa que ter atenção a cada processo empresarial é um requisito para toda empresa de sucesso, que passa a garantir benefícios como: 

  • Economia de tempo e de recursos, uma vez que o ganho de produtividade é sinônimo de otimização das demandas internas, que sofrem menos com desperdícios;
  • Redução de erros, já que o melhor nível de execução dos trabalhos confere mais segurança e assertividade para a realização dos processos, que estão menos expostos a falhas;
  • Ganho de qualidade, porque quanto mais produtivas, otimizadas e assertivas forem as atividades, maior é a excelência obtida nos seus resultados;
  • Aumento da competitividade e da lucratividade, já que uma organização bem estruturada e otimizada garante mais destaque perante as crescentes exigências do mercado. 

Agora que você já sabe a importância dos processos empresariais, não perca tempo e implemente a melhor ferramenta para simplificá-los, integrá-los, monitorá-los e otimizá-los. Clique aqui e descubra como o Pipefy pode ajudá-lo a cumprir seus objetivos. 

Escrito por
Carina Bacelar

Receba nossas postagens no seu e-mail

Solicite uma demonstração