Talent Acquisition: descubra o que é, o que faz o profissional e muito mais

Giovanni Riva

Contratar mão de obra qualificada não é uma tarefa fácil e empresas apostam em diferentes estratégias para encontrar profissionais no mercado e trazê-los para seus times. Como sair na frente para ter mais chances de garantir um bom profissional para a sua equipe? Para responder a necessidades como essa é que surge a estratégia de talent acquisition.

Sabemos que grandes talentos ajudam uma empresa a atingir melhores resultados e que os colaboradores são peças-chave para qualquer empresa de sucesso. Nesse artigo, você encontra informações sobre o processo de talent acquisition, que tem o objetivo de encontrar novos talentos para as empresas, além de criar uma rede de relacionamentos que garanta candidatos para futuras necessidades. 

Como ele é diferente do recrutamento? Continue a leitura e saiba mais.

O que é talent acquisition?

Talent Acquisition, que em português significa aquisição de talentos, é a busca por novos profissionais que possam atender às necessidades e demandas de uma empresa, o que vai além de preencher uma vaga em aberto.

A busca por esse profissional é mais complicada do que a simples análise de currículos. É preciso ter uma visão ampla da organização, entender suas necessidades atuais e futuras, para só então mapear as características que o profissional precisa ter para atender à essas demandas.

É importante lembrar que essa pessoa que a empresa está buscando pode já fazer parte do time de colaboradores. Pode ser alguém que foi se desenvolvendo ao longo da sua jornada na empresa e conseguindo destaque dentro da equipe. Além disso, também é possível promover treinamentos, workshops e avaliações para profissionais estratégicos, lapidando assim esses talentos em desenvolvimento.

Portanto, talent acquisition é um processo que exige planejamento estratégico. Estratégias eficientes para encontrar esses profissionais onde quer que estejam e atrair continuamente candidatos de alto nível, mantendo uma boa rede de relacionamentos. A qualquer momento, sua empresa pode precisar de novos colaboradores com habilidades específicas. Por isso, ter preparação é crucial.

O processo consiste, basicamente, em:

  • Identificar as necessidades da empresa (presentes e futuras);
  • Definir o perfil e as habilidades necessárias para suprir a demanda;
  • Atrair profissionais por meio de divulgação de oportunidades, ressaltando pontos positivos e benefícios de se fazer parte da empresa;
  • Filtrar os candidatos, de acordo com o perfil buscado;
  • Entrar em contato e entrevistar os participantes do processo seletivo de forma aprofundada;
  • Analisar o perfil de todos os entrevistados;
  • Se necessário, fazer um segundo contato com os selecionados.

Quando o talento é encontrado e contratado, uma etapa seguinte fundamental é o processo de onboarding

Quer ajuda para implementar um onboarding focado na experiência de colaboradores? Use este modelo personalizável e estruture seu processo com Pipefy.Comece grátis

Qual o objetivo de uma estratégia de talent acquisition?

Agora que já abordamos o que é talent acquisition, fica mais fácil entender quais são os objetivos de implementar essa estratégia em uma empresa. 

Quando o departamento de RH surgiu, o mercado de trabalho era outro e as necessidades que a área sustentava eram burocráticas. Profissionais ficavam anos na mesma empresa, o equilíbrio entre vida pessoal e carreira não era questionado, e o tema de propósito e felicidade no trabalho não estava no radar ainda. Assim, os Recursos Humanos ficavam focados em contratos, pagamentos, admissões e demissões. 

Com a revolução tecnológica e as mudanças que vieram após a pandemia de COVID-19, a gestão de talentos passa a ser mais estratégica e focada em pessoas. Hoje, muitas empresas buscam profissionais qualificados que, em diversas áreas, estão cada vez mais disputados.

Enquanto isso, as pessoas buscam trabalhar em locais que estejam alinhados com seus valores, crenças e objetivos. Assim, todas essas mudanças mostram cada vez mais a importância de um RH estratégico para os resultados do negócio. 

Mesmo que o quadro de profissionais da sua empresa esteja completo no momento, como ela vai continuar entregando os mesmos (ou melhores) resultados nos próximos meses e anos? O objetivo do talent acquisition é atrair e encontrar profissionais alinhados às necessidades futuras e de longo prazo. 

Um RH que trabalha com essa perspectiva traz diversas vantagens competitivas para a empresa, que abordaremos mais adiante. Antes disso, é importante pontuar que, mesmo que talent acquisition e recrutamento sejam usados como sinônimos com frequência, são processos diferentes.  

Qual a diferença entre talent acquisition e recrutamento?

O talent acquisition é um processo mais trabalhoso e demorado que o de recrutamento.

Para o primeiro, existe um objetivo bem específico e a busca é por um talento singular para a empresa, o que costuma ser difícil de encontrar. Além disso, a ideia é construir e manter uma lista de contatos sempre atualizada com profissionais altamente qualificados, que possam ser convidados para se juntar ao time se houver necessidade.

Já o recrutamento é mais prático e imediato, com o objetivo de encontrar pessoas candidatas para preencher vagas que já estão abertas e suprir uma necessidade existente. Mesmo tendo objetivos diferentes, o recrutamento tem etapas semelhantes ao talent acquisition, como a atração e filtragem de candidatos, entrevistas, seleção, contratação, onboarding, etc. Contudo, o objetivo principal não é o mesmo.

Veja a seguir alguns pontos específicos que diferenciam talent acquisition do processo tradicional de recrutamento:

1 – Planejamento

Uma boa estratégia de aquisição de talentos requer um ótimo planejamento. Diferente do recrutamento, talent acquisition exige maior atenção nas necessidades futuras da empresa, para delinear qual o perfil do profissional que pode atender a essas demandas.

Não é nada fácil fazer previsões futuras. Por isso, é importante que o profissional responsável tenha uma visão ampla do mercado e acompanhe suas tendências.

2 – Employee value proposition (proposta de valor para o colaborador)

Uma estratégia de talent acquisition também envolve desenvolver internamente incentivos para atrair e manter bons profissionais na empresa. Ou seja, é importante que o RH esteja envolvido em analisar e desenvolver ações para atrair e reter esses talentos. 

É preciso pensar em recompensas, sejam elas concretas (como remuneração e benefícios) ou subjetivas (como propósito, cultura e clima organizacional). O reconhecimento pelo esforço e tempo dos colaboradores de uma empresa é muito importante para a aquisição de novos talentos.

🔔 Aprenda mais sobre employee value proposition com a equipe de RH do Pipefy

3 – Employer branding (marca empregadora)

Esse também é um ponto importante para a aquisição de talentos. É essencial que a sua empresa consiga atrair profissionais qualificados e alinhados com os valores da organização, fazendo com que vejam vantagens em entrar para o time. Para isso, é preciso que exista uma comunicação assertiva e contínua para o mercado de tudo o que ela oferece aos colaboradores.

Como sabemos, bons profissionais costumam ser disputados por diversas empresas. Daí a importância de coordenar as estratégias de employee value proposition e de employer branding para atrai-los, promovendo uma imagem positiva da empresa, destacando sua cultura, clima e boa reputação.

🔔 Aprenda mais sobre employer brading com a equipe de RH do Pipefy

4 – Relacionamento

Um processo de aquisição de talentos não consiste apenas em encontrar candidatos, contratar os selecionados e descartar os demais. Na verdade, é o contrário. No talent acquisition, os profissionais de RH estão constantemente procurando pessoas que possam fazer parte do seu banco de talentos. Essa busca pode acontecer das mais variadas maneiras, como redes sociais, eventos empresariais, entre outros.

Quando identificados possíveis candidatos, é importante fazer contato e mantê-lo de alguma forma, porque a ideia é construir um relacionamento de longo prazo. Grande parte dos profissionais não vai fazer parte do quadro de colaboradores de imediato, mas vão para um banco de talentos para futuras contratações.

O que faz um talent acquisition?

O profissional responsável pelo talent acquisition é encarregado de buscar, avaliar e contratar profissionais-chave para fazerem parte da organização e contribuírem com suas habilidades, conhecimentos e experiências específicas.

Pode ser que a pessoa especializada nessa tarefa já faça parte do time de RH, ou a empresa pode contratar uma equipe terceirizada que trabalhe apenas com isso. De qualquer forma, as atividades principais de um profissional desse ramo são:

  1. Definir, junto ao time executivo da empresa, qual o valor que será oferecido às pessoas candidatas (employee value proposition);
  2. Trabalhar em estratégias de promoção da empresa como marca empregadora (employer branding);
  3. Mapear e ter profundo conhecimento da cultura da empresa para, dessa forma, identificar os candidatos alinhados a ela;
  4. Realizar ou acompanhar os processos de recrutamento e onboarding de novos colaboradores; 
  5. Trabalhar na criação e nutrição de um banco de talentos (talent pool) para a empresa.

Como se tornar um profissional de talent acquisition?

Para trabalhar com aquisição de talentos, o profissional precisa ter algumas características específicas, como:

  • Dominar técnicas e estratégias de recrutamento e avaliação de candidatos;
  • Conhecimento sobre employee value proposition e employer branding;
  • Altos padrões de contratação;
  • Facilidade para condução de onboarding;
  • Boas práticas de gestão de pessoas;
  • Conhecimento aprofundado da empresa e setor para o qual está contratando.

É um profissional que está em constante busca de novos talentos para fazer parte do seu banco de dados e tem facilidade com networking. Além disso, está sempre se atualizando sobre novas tendências de mercado e Recursos Humanos.

Encontrar, selecionar e contratar bons profissionais para preencher uma vaga em aberto pode ser muito difícil. Contratar novos talentos para melhorar o desempenho e a performance de uma empresa é ainda mais.

Se você já trabalha com talent acquisition ou pretende ingressar na área, pode contar com ferramentas para processos de RH, que possibilitam automação e padronização de tarefas. Assim, você economiza o tempo das atividades manuais e repetitivas para focar em processos estratégicos, como estruturar um excelente talent acquisition na sua empresa.

Vantagens de um processo de talent acquisition para sua empresa

Tendo em vista o que é talent acquisition e o que faz um talent acquisition, podemos perceber os benefícios provenientes da implementação dessa estratégia ao tranformá-la em um processo contínuo.

A seguir, listamos algumas dessas vantagens, sem a pretensão de esgotá-las, mas com o intuito de mostrar o quanto o talent aquisition pode agregar para os times de RH.  

Departamento de RH como um parceiro estratégico do negócio

Ao mudar a perspectiva da sua equipe de RH do curto para o longo prazo, seu time passa a trabalhar cada vez menos para “apagar incêndios” – ou seja, buscando candidatos para o preenchimento de vagas assim que elas são abertas. 

Além de melhorar o dia a dia de trabalho da equipe, ela também estará mais preparada para trabalhar com foco nos objetivos e demandas futuras do negócio, deixando o departamento muito mais estratégico e destacando a empresa como marca empregadora.

Contratações certeiras e maior retenção de talentos

Com os objetivos estratégicos e a cultura em mente, além de trazer pontos importantes para os candidatos para o centro da contratação, sua equipe será capaz de atrair e contratar pessoas mais alinhadas com a empresa.

Esses profissionais certamente vão impactar positivamente nos resultados, e tenderão a permanecer por mais tempo nos cargos para os quais foram contratados. Como resultado, sua equipe verá uma redução na rotatividade ou turnover de colaboradores.

Maior rapidez no recrutamento e admissão

Outra métrica que melhora com a implementação da estratégia de talent acquisition é o time-to-hire. Como o RH terá uma estratégia contínua para atrair bons profissionais, mesmo que as vagas ainda não estejam disponíveis para eles, o time terá maior agilidade quando o momento da contratação finalmente chegar. 

Isso é especialmente importante para empresas em crescimento rápido ou que atuam em setores que têm um maior desafio de rotatividade, como TI e vendas.

Conheça a automação de processos de RH

O RH é uma área que tem se tornado cada vez mais estratégica para as empresas, principalmente após as mudanças decorrentes da pandemia de COVID-19. 

Assim, a implementação de uma estratégia de talent acquisition e profissionais especializados nela são grandes oportunidades para que uma empresa avance para o próximo nível de gestão de pessoas. 

Para auxiliar com todos os desafios práticos que processos de talent acquisition rodando constantemente trazem para uma equipe, você encontra apoio em softwares de automação de processos de RH. Não é preciso ter conhecimentos técnicos para usá-los: seu time terá facilidade para estruturar fluxos de trabalho na plataforma e, a partir disso, configurar automações para tarefas repetitivas.

A tendência de automação de tarefas e processos veio para ficar. Por isso, vem sendo usada por empresas líderes em todos os setores, independente do número de funcionários. 

Saiba como o James Delivery usou o Pipefy para aumentar a eficiência da sua equipe e liberar profissionais de RH para posições mais estratégicas na empresaLeia o estudo de caso completo
Escrito por
Giovanni Riva
Graduated in Business Administration, he spent 5 years working in the 3rd sector, before joining Pipefy to start the commercial area of the company. After developing the Pipefy Young Guns Trainee program, today he is responsible for employer brand and talent acquisition of Pipefy.

Receba nossas postagens no seu e-mail