O que é banco de talentos? Confira o guia completo!

Giovanni Riva

O processo de recrutamento e seleção faz parte da rotina diária das empresas, principalmente as maiores. Esse é um processo que costuma ser trabalhoso e exige profissionais qualificados e dedicados apenas a cuidar dessa tarefa — mas um banco de talentos pode ajudar.

Atualmente, existem várias ferramentas que podem facilitar o trabalho, poupando tempo e recurso das empresas que estão constantemente buscando novos talentos para fazer parte de sua equipe. O Banco de Talentos é um excelente mecanismo nesse sentido. Neste artigo, você vai aprender como ele funciona e dicas para um recrutamento efetivo e inteligente.

O que é um banco de talentos?

O banco de talentos é uma ferramenta eficaz para ajudar no processo de contratação de profissionais. Consiste em um banco de dados com diversos perfis, que pode ser consultado sempre que a empresa estiver em busca de um novo colaborador para o seu time.

Essas informações podem ser próprias da empresa ou de agências de Recursos Humanos. Os perfis cadastrados são de pessoas que se candidataram para receber um aviso quando uma nova vaga ficar disponível. No caso das agências especializadas em recrutamento e seleção, qualquer pessoa pode se cadastrar por meio do site ou pessoalmente. A agência fica encarregada de filtrar as informações para enviar para as empresas, de acordo com aquilo que estão buscando. 

Já os bancos de talentos próprios de empresas são construídos por meio da captação de interessados no seu site e redes sociais. Além disso, perfis de profissionais que já participaram de algum processo seletivo na empresa e não foram contratados são mantidos no banco, para que possam ser considerados novamente no futuro.

O processo de recrutamento pode ser considerado um dos mais importantes dentro de uma empresa. Afinal, é ele que garante a escolha dos profissionais certos para fazer parte do time e alcançar os resultados almejados. As novas contratações impactam na performance das equipes e também no clima organizacional.

Por isso, a escolha assertiva dos profissionais é fundamental, mantendo a equipe alinhada com os princípios da empresa e desenvolvendo um bom trabalho em equipe, evitando assim a rotatividade de colaboradores.

Ao ter acesso a um bom banco de talentos, o recrutador pode avaliar dados dos profissionais, competências e habilidades técnicas. Essa ferramenta também permite selecionar filtros de acordo com o que a empresa está buscando. Isso pode facilitar muito o processo de análise dos perfis e economizar o tempo da equipe de recrutamento.

Vale ressaltar que o banco de talentos não precisa conter apenas o perfil de profissionais externos. É possível (e bastante comum) que as empresas incluam dados de colaboradores internos. Assim, podem avaliá-los em casos de promoções ou mudanças de área.

Por que ter acesso a um banco de talentos é importante?

A grande vantagem do banco de talentos é facilitar a vida dos profissionais do setor de Recursos Humanos, que buscam diariamente encontrar os melhores talentos.

Com ele, fica mais fácil buscar os primeiros candidatos quando uma nova vaga é liberada. É uma ferramenta que ajuda a filtrar potenciais novos colaboradores, evitando que as empresas façam entrevistas com pessoas que não estejam alinhadas com o perfil desejado. No geral, isso otimiza o processo de recrutamento. 

A seguir, você encontra alguns benefícios importantes de usar um banco de talentos nos processos seletivos.

Diminuição de custos do departamento de RH

Processos seletivos são trabalhosos e demandam tempo e dinheiro. Eles exigem várias etapas, como o anúncio da vaga, as campanhas de divulgação, seleção, treinamento dos recrutadores, entrevistas, entre outras.

Ter um banco de talentos pode facilitar todo esse processo, eliminando algumas etapas e reduzindo os custos com o excesso de entrevistas, por exemplo. O banco ajuda a filtrar os profissionais que mais se encaixam nos requisitos e preencher a vaga em aberto com rapidez.

Otimização do tempo nos processos seletivos

O banco de talentos possibilita agilizar os processos seletivos, reduzindo o tempo necessário para as etapas, pois algumas delas podem ser “puladas”. Essa ferramenta possibilita classificar os candidatos, selecionando aqueles com o perfil mais alinhado com a descrição da vaga a ser preenchida. Por exemplo: em vez de divulgar a oportunidade e esperar os CVs chegarem, o banco de talentos permite que a empresa já avalie currículos logo de saída.

Contratações assertivas e alinhadas com o perfil desejado

Com o banco de talentos, fica mais fácil selecionar os profissionais mais alinhados com as expectativas da empresa, devido às informações fornecidas e a triagem que pode ser realizada. Além disso, é possível incluir informações para considerar as expectativas do próprio candidato em pontos como remuneração, carga horária e benefícios.

Mais visibilidade para talentos internos

Por armazenar também os dados dos profissionais internos das empresas, o banco de talentos ajuda nas situações em que o RH está em busca de uma habilidade específica, que pode estar ali mesmo dentro da sua equipe.

A possibilidade de realocar colaboradores poupa a necessidade de oferecer treinamento para um profissional externo, além de dar oportunidade para as pessoas que já integram o time.

Exemplo de processo de recrutamento gerenciado no Pipefy
Ver em tamanho maior

Como montar um banco de talentos?

Começar a montar um banco de talentos é mais simples do que parece. Basicamente qualquer empresa que precisa contratar alguém já pode dar início a esse processo. E isso pode ser feito por meio de um processo bem organizado, sem gastar muito tempo ou dinheiro. Confira:

1. Não confie em papeis

É raro, mas alguns lugares ainda recebem currículos em papel. Se esse é o seu caso, saiba que o melhor é digitalizar as informações. Isso facilita demais na hora de manter o banco de talentos atualizado e de realizar filtragens para encontrar profissionais com as características certas.

2. Amplie sua divulgação de vagas

Quanto mais atenção você chamar para suas oportunidades em aberto, mais profissionais vão se candidatar, e mais currículos diferentes você receberá. Para começar a montar seu banco de talentos, é essencial divulgar amplamente suas vagas abertas e guardar as informações de todos os candidatos com potencial para trabalhar na sua empresa.

3. Atente-se às leis de dados

Um banco de talentos armazena informações pessoais e profissionais dos candidatos. Por isso, está sujeito a leis de proteção de dados como a LGPD (no Brasil) e outras normas similares de outros países. Por isso, seja transparente com os candidatos quanto a sua intenção de armazenar seus dados, garanta que as informações estarão seguras com você e informe-se sobre outros pontos da legislação.

4. Mantenha um canal de comunicação

Quando tiver oportunidades abertas, lembre-se de comunicá-las aos profissionais de seu banco de talentos que possam se interessar por elas. Isso ajuda a manter uma “conversa” entre empresa e profissionais, incentivando-os a manter seus CVs atualizados. A comunicação clara e contínua com candidatos também pode fortalecer o seu employer branding.

5. Lembre-se dos seus colaboradores

Como já mencionado, o banco de talentos pode incluir também profissionais que já trabalham na empresa. Eles podem se interessar por oportunidades de promoção ou mudanças de área. E por já estarem adaptados ao clima organizacional, provavelmente terão um encaixe cultural imediato com a nova vaga. O recrutamento interno pode representar uma etapa muito importante na jornada do colaborador.

Como encontrar os melhores candidatos?

Para encontrar os melhores candidatos, não basta apenas analisar os perfis cadastrados no banco de talentos. É preciso estipular alguns requisitos básicos para que um profissional possa fazer parte do banco. 

Testes eliminatórios são uma excelente opção para fazer uma espécie de triagem e conseguir encontrar os talentos mais alinhados com as exigências do mercado e da empresa. Isso não quer dizer que os profissionais que não forem selecionados para o banco não são bons, eles apenas não estão alinhados com aquela empresa específica, mas podem perfeitamente se encaixar no perfil de outras organizações.

O foco dessa pré-seleção de perfis é selecionar os melhores candidatos, de acordo com os requisitos exigidos. A triagem pode variar muito, de acordo com as habilidades exigidas pela vaga disponível, e pode incluir um idioma específico, habilidades comportamentais ou conhecimento de algum software, por exemplo.

Outra forma de facilitar a procura por um profissional alinhado é classificando os perfis do banco de talentos, utilizando um método de avaliação por pontos ou estrelas. Essa metodologia consiste em estipular notas ou ícones de 1 a 5 e fazer uma análise dos perfis, categorizando-os de acordo com a avaliação.

Para garantir que os filtros te ajudem a encontrar os melhores profissionais, é preciso ter tudo bem organizado, além de todas as informações dos candidatos, exigências da vaga e a proposta da empresa para quem quiser ocupar a vaga.

Candidato: saiba como ser encontrado pelas empresas

Olhando pela outra perspectiva, o profissional que quer ser encontrado pelas empresas também precisa estar atento a como funciona um banco de talentos. 

Ao criar um perfil em um site ou em uma empresa específica, é preciso preencher todas as informações exigidas. Esses dados formam um currículo, que será mostrado aos recrutadores que buscam por um candidato no banco. Quanto mais completo for seu perfil, mais chances de ser encontrado.

Até mesmo informações que parecem irrelevantes podem ser um fator crucial de desempate entre candidatos. Por isso, para aumentar suas chances, mantenha seu perfil sempre atualizado, adicionando todos os cursos que fizer ao longo da sua carreira, além de workshops, artigos publicados, experiências, intercâmbios, trabalhos voluntários, mudanças de endereço, e qualquer outra informação que possa ser relevante.

Crie seu banco de talentos de forma rápida e fácil com o Pipefy

Utilizar um banco de talentos é mais uma forma de garantir um recrutamento inteligente, otimizando processos e poupando recursos, para encontrar os melhores profissionais do mercado para fazer parte do quadro de colaboradores da sua empresa.

Baseado nas melhores práticas do mercado, o time do Pipefy disponibiliza um template gratuito de Recrutamento e Seleção para te ajudar a centralizar e dar visibilidade a esses processos. Com ele, você pode criar um portal para receber cadastros para o seu banco de talentos, acompanhar os status dos candidatos e se comunicar com eles e sua equipe, sem sair da plataforma. 

Desde o cadastro até a triagem, entrevistas e envio de propostas. Se você quer facilitar o trabalho da sua equipe de Recursos Humanos, conheça nosso template grátis de recrutamento.

Se quer saber como o Pipefy pode ajudar sua equipe a ser mais eficiente e produtiva, faça um tour pelo produto.

Escrito por
Giovanni Riva
Graduated in Business Administration, he spent 5 years working in the 3rd sector, before joining Pipefy to start the commercial area of the company. After developing the Pipefy Young Guns Trainee program, today he is responsible for employer brand and talent acquisition of Pipefy.

Receba nossas postagens no seu e-mail