A Importância do Employer Branding na estratégia da sua empresa

Team Pipefy

Não é novidade que a transformação digital exige uma nova mentalidade profissional, que deve ser mais adaptativa, inovadora e especializada. Nesse contexto, muitas empresas estão aderindo ao employer branding para reter melhores talentos e garantir mais competitividade.

Para você ter uma ideia, dados coletados pelo Linkedin apontam que esse diferencial faz as organizações crescerem 20% mais rápido e investir até 43% menos na busca por melhores colaboradores.  

Mas o que significa exatamente o employer branding, e o que é previsto nessa área? A seguir, confira o significado do conceito, seus métodos de implementação e alguns exemplos de sucesso no Brasil e no mundo. 

O que é  employer branding? 

O termo employer branding pode ser livremente traduzido como “marca empregadora”. Como é de se imaginar, ele diz respeito às estratégias e aos processos adotados por uma empresa para que se posicione como um excelente local de trabalho para os profissionais. 

A noção de “branding” está ligada ao gerenciamento de uma marca, para que ela seja fortalecida perante o público. Quando ela é direcionada aos “employers”, significa que esse público é aquele que deve ser conquistado pelos empregadores. 

Ou seja, o objetivo é reforçar os aspectos positivos sobre a experiência de trabalho oferecida pela organização, para que ela tenha sua imagem favorecida e consiga atrair os melhores talentos para o seu quadro de colaboradores. 

O resultado óbvio desses esforços incluem o aumento de performance das equipes internas, ganho de engajamento e maior capacidade competitiva. 

Outro ponto importante é que os próprios esforços de recrutamento e seleção (R&S)  se tornam menos dispendiosos. Afinal, os profissionais mais bem-sucedidos em suas áreas passam a ter vontade de conquistar uma vaga no seu negócio, o que os leva a procurá-lo com mais recorrência e, naturalmente, a se esforçarem para fazer parte da sua empresa. 

De forma resumida, podemos dizer que o employer branding é decisivo para conquistar e reter os melhores talentos, para reduzir custos de recrutamento e para aumentar o reconhecimento de marca, uma vez que funcionários satisfeitos tendem a difundir percepções positivas sobre a empresa. 

Como construir a marca da sua empresa?

Da mesma forma que o fortalecimento de uma marca perante os consumidores exige diversas ações e estratégias, o employer branding também não é baseado em esforços isolados. 

Isso significa que não basta investir em campanhas de marketing para criar uma percepção positiva sobre a empresa, mas sim que diferentes setores devem atuar de maneira conjunta para que ela realmente seja um ótimo lugar para trabalhar.

Tão ou mais importante que divulgar como o ambiente organizacional é positivo, é adotar um RH estratégico que seja capaz de compreender as demandas dos funcionários e de estabelecer os meios para que elas sejam atendidas, gerando mais engajamento e satisfação entre todos.

Isso começa com a identificação (ou mesmo com a definição) dos valores que criam os pilares do negócio. Ou seja, o employer branding deve ser guiado e reforçar a cultura institucional. Do contrário, é possível que a construção da imagem e a própria divulgação das vagas oferecidas pela organização passem a difundir conceitos desalinhados à sua realidade.

A consequência disso é uma quebra de expectativas em relação aos objetivos e aos modos de trabalho do profissional impactado, que acaba se frustrando, perdendo engajamento e compartilhando experiências negativas, que afetam toda a construção de “marca empregadora”.

Portanto, tudo começa internamente, com a criação de um ambiente realmente agradável para a rotina e para o desenvolvimento da carreira das pessoas. Seguido disso, é preciso reforçar essa cultura, por meio de alguns processos que explicamos no próximo item.

Crie processos e meça os resultados dessa estratégia

Ainda que a construção de um bom employer branding não tenha fórmulas prontas e varie de acordo com a realidade de cada negócio, alguns processos são indispensáveis para que ele seja bem-sucedido. Levando os pontos mencionados no item acima em consideração, não abra mão das seguintes etapas: 

Elabore um bom planejamento

A imagem de uma ótima empresa para se trabalhar não nasce do dia para a noite. Isso demanda diversos esforços e tempo de consolidação. Sendo assim, comece com um planejamento preciso de todas as ações que serão feitas em curto e longo prazo. 

Defina processos e métricas

Ao documentar sua estratégia, considere os objetivos da sua organização com o employer branding e estabeleça cada melhoria que será feita junto ao quadro interno e nos esforços de R&S, com atenção ao seu cronograma, viabilidade e indicadores para análise de resultados

Mantenha o foco

Como acontece no marketing tradicional, certos perfis de consumidores são mais adequados e geram melhores resultados para o negócio. O mesmo acontece com os colaboradores, já que algumas funções são mais estratégicas do que outras. 

Dessa forma, foque suas ações nos públicos mais relevantes, desde as políticas de atração, até as estratégias de retenção, os programas de capacitação, e assim por diante. Quanto mais direcionados, mais eficientes são os esforços.

Colete feedbacks, meça resultados e promova melhorias

Da mesma forma que sua empresa estuda seus clientes e valida suas ações junto ao mercado, os feedbacks dos colaboradores são decisivos para aprimorar o employer branding

Comunique adequadamente cada iniciativa, avalie as percepções dos profissionais sobre elas, analise o clima interno, faça pesquisas de satisfação, entenda o que as pessoas mais gostam de trabalhar na empresa, entre outros levantamentos importantes para ajustar suas ações e garantir resultados contínuos para a sua estratégia.

Inspire-se em casos de sucesso no Brasil e no mundo

Para finalizar nossas dicas sobre o assunto, nada melhor do que relembrar algumas empresas que já têm sucesso na área e que servem de inspiração para empregadores no Brasil e no mundo: 

  • Starbucks: a fim de criar uma comunidade de colaboradores satisfeitos em torno de sua marca, a empresa se mantém próxima dos profissionais por meio de perfis e hashtags específicas de trabalho em redes sociais. Somado ao ótimo ambiente laboral, isso cria uma maior identificação e atrai novos interessados em compor sua equipe;
  • Booking.com: por meio do desafio “One Mission”, o site presenteia os funcionários com uma câmera GoPro para que registrem suas viagens de férias. Além do prêmio, a ação fortalece a percepção de que seus colaboradores são os mais capacitados a difundir “experiências para experimentar o mundo”;
  • RiHappy: entendendo que as mães enfrentam dificuldades para se recolocar no mercado de trabalho, a marca criou um projeto para contratar apenas mulheres com filhos. Mais que demonstrar seu apoio a esse público e aumentar seu engajamento, isso garante que os clientes (que majoritariamente também são mães) tenham mais identificação durante o atendimento;
  • Natura: trata-se de uma empresa líder em práticas de inclusão da diversidade entre seus colaboradores. Entre suas ações, também está o programa Jovem Aprendiz, que permite às pessoas que estão começando no mercado de trabalho acumularem grandes experiências na empresa que é referência mundial em seu setor.

Se você gostou de saber mais sobre employer branding e quer implementá-lo no seu negócio, que tal começar pela melhoria dos seus fluxos de trabalho? Clique aqui e conheça a solução ideal para simplificar processos, automatizar tarefas, criar padrões, conectar times e garantir uma melhor experiência para todos os seus colaboradores.

Escrito por
Team Pipefy

Receba nossas postagens no seu e-mail

Solicite uma demonstração